O que você deveria saber sobre depressão

O que você deveria saber sobre depressão

O que você deveria saber sobre depressão

Tags : 

Depressão faz com que o indivíduo sinta-se triste e torna difícil a realização de atividades no dia a dia, além de prejudicar a capacidade de aproveitar a vida em sua plenitude.
Conversar com um terapeuta e tomar os medicamentos corretos podem fazê-lo sentir-se melhor.

O QUE VOCÊ PODE FAZER

– Não tenha medo de pedir ajuda
– Se o médico prescrever-lhe um medicamento, tome todos os dias.
– Não espere que seu medicamento funcione antes de 2 a 4 semanas após iniciá-lo.
– Continue tomando seus medicamentos mesmo que sinta-se melhor
– Não pare de tomar seus medicamentos sem a autorização ou orientação de seu médico
– Prepare-se para tomar seu medicamento por pelo menos 6 meses
– Consulte seu médico 1 a 2 semanas após iniciar um novo medicamento e novamente após 6 semanas. – Pergunte a seu médico sobre possíveis efeitos adversos (ganho de peso, nervosismo, distúrbios sexuais e etc)
– Pergunte a seu médico sobre o acompanhamento conjunto de um terapêuta
– Pergunte a seu médico como sua família pode ajudá-lo
– Se sentir-se mal ou necessitar de ajuda ligue para seu médico ou procure um serviço médico imediatamente.

PERGUNTE A SEU MÉDICO SOBRE CONSULTAR-SE COM UM PSIQUIATRA SE:

– Seus medicamentos produzem muitos efeitos colaterais
– Seu tratamento parece não surtir o efeito desejado após o período programado
– Você sente que pode ferir a si mesmo ou a outras pessoas
– Você tem pensamentos estranhos ou mudanças radicais de humor
– Você está bebendo muito ou usado drogas

PARA MAIORES INFORMAÇÕES:

Consulte um médico de sua confiança e acesse os links abaixo:

CVV – Como Você Vai?
www.cvv.org.br
Sociedade Brasileira de Psicologia
www.sbponline.org.br
Associação Brasileira de Psiquiatria
http://www.abp.org.br/
Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia
www.sbgg.org.br

**Os textos publicados no site têm o objetivo de informar e não substituem a consulta médica.**

**Adaptação de artigos da American College of Physicians**

Clique aqui para imprimir este artigo.


Pesquisar