Qual a hora certa de procurar um geriatra?

O que você deveria saber sobre hipertensão

Qual a hora certa de procurar um geriatra?

Tags : 

Até certo tempo o geriatra era visto como médico de “velhos” e por isso mesmo as pessoas resistiam a procurá-lo, parecendo que assim conseguiriam evitar a velhice. Hoje essa concepção mudou e as consultas a geriatras estão cada vez mais comuns.

A partir de que idade é recomendável procurar um geriatra?

Não existe uma idade limite para procurar um geriatra. Deve-se entender o papel do geriatra como médico. O geriatra avalia a saúde de um indivíduo além do aspecto tradicional, orientado principalmente para tratamento de doenças. Sua avaliação integra diversos aspectos que impactam diretamente no bem-estar psicossocial, como cognição, afetividade, status funcional, social e espiritual. Ele é capaz de prevenir, avaliar e tratar doenças dos mais diferentes aparelhos do nosso corpo, pois tem conhecimento geral de cada área da medicina, trabalhando em conjunto e encaminhando os pacientes para os especialistas quando necessário. Preocupa-se, portanto, com todos os aspectos da saúde do idoso, mas de acordo com as particularidades da saúde diante do processo de envelhecimento.

Portanto, todo indivíduo que desejar ter um médico responsável pela sua saúde como um todo e que deseja envelhecer com saúde deve procurar um geriatra independente de sua idade.

Quais os sinais de que está na hora de procurar um geriatra?

Alteração de memória ou de comportamento, perda da capacidade de realizar atividades que antes eram desempenhadas com facilidade, quedas, necessidade de acompanhamento médico com diversos especialistas, necessidade de tomar quatro ou mais medicamentos diferentes e perda de peso são alguns sinais que devem motivar a procura de um geriatra.

Qual a função do geriatra?

A função do geriatra é avaliar o paciente sistematicamente abrangendo os aspectos clínico, cognitivo, afetivo, ambiental, social, econômico, espiritual e funcional; identificando problemas já existentes; levando em consideração a integração de todos esses aspectos, a partir dos quais ele vai estabelecer um plano de tratamento e reabilitação para o paciente, bem como uma estratégia para prevenção de complicações futuras.

Como ele pode auxiliar na qualidade de vida de uma pessoa?

Ao avaliar o paciente de forma global, é possível promover mudanças visando a melhora da funcionalidade, independência, saúde física e mental, através de modificações no estilo de vida, tratamento específico para doenças orgânicas e recuperação de perdas ou limitações que acarretam em grande impacto na qualidade de vida dos pacientes.

Com que frequência é recomendável ir ao geriatra?

A frequência de visitas a um geriatra varia individualmente, sendo determinada de acordo com a avaliação inicial do paciente, e pode ser alterada no decorrer do acompanhamento.

**Esse texto foi originalmente publicado no site no portal de saúde IDMED: http://idmed.com/.**

**Os textos publicados no site têm o objetivo de informar e não substituem a consulta médica.**

Clique aqui para imprimir este artigo.


Pesquisar